Redução de Mamas

Reduz mamas grandes restabelecendo o bem-estar

A cirurgia plástica de redução de mama, também conhecida como mamoplastia redutora, é um procedimento usado para remover o excesso de gordura, tecido e pele dos seios. Se você tem seios grandes pode optar por uma cirurgia de redução de mama para aliviar o desconforto ou atingir um tamanho de mama proporcional ao seu corpo. A cirurgia de redução de mama também pode ajudar a melhorar autoestima e sua capacidade e desenvoltura para participar de atividades físicas.

Se você está considerando a cirurgia de redução de mama, consulte um cirurgião plástico certificado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. É extremamente importante entender bem o que uma mamoplastia redutora pode implicar – incluindo possíveis riscos e complicações – bem como definir expectativas realistas para o pós-operatório.

 

Por que fazer uma mamoplastia redutora

A redução de mama é destinada a mulheres que têm seios grandes e querem resolver problemas como:

  • Dor crônica nas costas, pescoço e ombros, que muitas vezes requerem uso de analgésicos
  • Irritação da pele sob os seios (sulco inframamário)
  • Sulcos profundos e dolorosos causados pelas alças dos sutiãs
  • Dificuldade para prática esportiva e atividade física em geral
  • Baixa auto-estima e vergonha relacionada aos seios grandes
  • Dificuldade em vestir roupas e sutiãs

A cirurgia de redução de mama é feita para alterar o tamanho, peso, firmeza e forma dos seios.

 

Você pode decidir fazer uma cirurgia de redução de mama para:

  • Sentir-se mais confortável:seios grandes e pesados podem causar dores nas costas e no pescoço, irritação de pele e problemas de postura. O peso constante de seios pesados pode fazer as alças de sutiã deixarem sulcos dolorosos nos ombros de uma mulher. A mamoplastia redutora pode eliminar esses problemas.
  • Reduzir as limitações que seios grandes e pesados provocam na prática esportiva e em outras atividades:Algumas atividades físicas podem ser dolorosas ou difíceis de realizar para mulheres com seios grandes.
  • Melhorar a aparência:Seios grandes, especialmente quando estão fora de proporção com sua altura e peso, podem causar situações embaraçosas. Adolescentes e mulheres jovens com seios grandes podem sentir-se especialmente constrangidas em trajes de banho devido à atenção indesejada. Também pode ser difícil encontrar roupas que vistam bem.

 

A cirurgia de redução de mama pode não ser recomendada se você:

  • Fuma
  • Tem certas condições de saúde, como diabetes ou problemas cardíacos descompensados
  • Está muito acima do peso.
  • Quer evitar cicatrizes em seus seios

Você pode fazer uma cirurgia plástica de redução de mama em qualquer idade – às vezes até quando adolescente. Mas se seus seios ainda não estão totalmente desenvolvidos, você pode precisar de uma segunda cirurgia.

 

Você pode preferir adiar a cirurgia de mamoplastia redutora se tiver certos planos futuros, como:

Parto:

Se você ainda não começou uma família ou sua família ainda não está completa, você pode esperar até que a gravidez não seja um problema. A amamentação pode ser um desafio após a cirurgia de redução de mama – embora algumas técnicas cirúrgicas possam ajudar a preservar sua capacidade de amamentar, ainda que suplementação de leite possa ser quase sempre necessária. 

Perda de peso:

Se você ainda planeja perder uma certa quantidade considerável de peso e está iniciando um programa de exercícios para atingir esse objetivo, deve esperar para realizar a mamoplastia redutora. Perder peso muitas vezes pode resultar em alterações no tamanho das suas mamas.

 

Redução de Mama x Lifting de Mama

É comum que as mulheres tenham dúvida se precisam de uma redução de mama ou de um lifting de mama, a chamada mastopexia, para elevar e melhorar os contornos de suas mamas.

A diferença mais notável entre a redução de mama e a cirurgia de elevação de mama é a principal razão pela qual cada procedimento é realizado. Enquanto as reduções de mama são fundamentalmente motivadas pelo desejo de aliviar os sintomas médicos causados por seios excessivamente grandes, os procedimentos de elevação dos seios são mais focados em alcançar a melhora estética das mamas.

Ambos os tipos de cirurgia de mama envolvem levantar e remodelar os seios; no entanto, a redução de mama tem como objetivo reduzir significativamente tanto o peso quanto o tamanho das mamas durante esse processo.

Se seus seios causarem dor, limitarem sua mobilidade e gerarem outras condições médicas graves, é possível que você se qualifique para uma redução de mama “clinicamente necessária”. Em casos como esses, o seu convênio pode estar disposto a cobrir uma parte ou até mesmo o custo total de sua cirurgia.

Para determinar o procedimento mais apropriado para atender às suas necessidades físicas e objetivos cosméticos específicos, a Dra. Júlia Melo recomenda um agendamento de consulta. Os cirurgiões plásticos certificados pela SBCP, são os únicos habilitados para a realização de procedimentos de mastopexia e mamoplastias redutoras. Durante sua consulta, o cirurgião plástico fará um exame completo dos seus seios e você poderá discutir suas preocupações estéticas e físicas para auxiliar a estratégia cirúrgica mais benéfica para alcançar seus objetivos.

Antes do procedimento: Consulta

O sucesso e a segurança de seu procedimento de redução de mama dependem bastante da sua total honestidade durante sua consulta de avaliação com a Dra. Júlia Melo.

Ela te fará várias perguntas sobre:

  • Sua saúde atual
  • Estilo de vida,
  • Suas razões e expectativas para a cirurgia e o resultado desejado

Você terá que fornecer um histórico médico detalhado incluindo:

  • Condições médicas de que é portadora
  • Alergias a medicamentos
  • Uso de medicamentos, mesmo os naturais e suplementos
  • Quaisquer cirurgias anteriores ou histórico familiar de câncer de mama. Forneça os resultados de quaisquer mamografias ou biópsias anteriores.

Como parte da preparação, o seu cirurgião irá:

Examinar seus seios, tomando medidas detalhadas e fazendo testes de pele e posicionamento. Isso inclui a análise de:

  • Tamanho
  • Forma
  • Qualidade da pele
  • Posição e tamanho de mamilos e aréolas

Fotografias serão tiradas para registro médico.

Mulheres com 35 anos de idade ou mais poderão precisar fazer uma mamografia caso não tenham uma mais recente.

Algumas das instruções específicas que você receberá sobre a preparação para a cirurgia incluem:

  • Parar de fumar
  • Medicamentos que se deve evitar
  • Orientação sobre os medicamentos prescritos
  • Técnicas de higienização adequadas
  • Restrições relativas à alimentação na noite anterior à cirurgia

Preparação para a Cirurgia

Antes de se submeter à cirurgia, você precisa preparar sua casa para a recuperação. Deixe tudo preparado e à mão para facilitar o pós operatório:

  • Muito gelo
  • Gaze, panos e toalhas limpas
  • Blusas soltas e confortáveis
  • Pomadas ou cremes especiais recomendados pelo seu cirurgião para cuidar das incisões

Você também deve planejar com antecedência alguém para levá-la para casa e ficar com você pelo menos na primeira noite após o procedimento, se você não estiver ainda em repouso no hospital.

Detalhes do procedimento

A redução de mama geralmente é realizada através de incisões feitas no entorno e abaixo das aréolas, que costumam ser reduzidas devido ao alargamento causado pelo aumento de volume das mamas.

A mamoplastia redutora é executada fazendo a remoção cirúrgica de:

  • Tecido glandular
  • Tecido adiposo
  • E excesso de pele

Em alguns casos, a lipoaspiração pode ser usada em conjunto para remover o excesso de gordura. Em casos raros, em que o tamanho dos seios é principalmente oriundo do tecido adiposo (gordura) e a pele preserva boa elasticidade, a lipoaspiração sozinha pode ser usada para a redução das mamas.

Para mulheres com seios muito grandes (gigantomastia), os mamilos podem precisar ser retirados e costurados novamente como enxertos de pele.

 

Existem vários fatores que ajudam a determinar a técnica cirúrgica, ou seja, as incisões usadas para a redução de mama, incluindo:

  • Anatomia das mamas
  • Composição de tecidos da mama
  • Quantidade de redução desejada
  • As preferências do seu cirurgião plástico

Várias opções de incisão estão disponíveis, e seu cirurgião irá discutir cada um em detalhes com você. As linhas de incisão são permanentes, mas na maioria dos casos esmaecem e melhoram significativamente com o tempo ficando escondidas sob o biquíni ou sutiã.

 

Diferentes técnicas e cicatrizes

Como qualquer cirurgia plástica, a redução de mama gera cicatrizes. No entanto, a extensão das cicatrizes depende dos tipos de técnicas utilizadas. Certifique-se de perguntar sobre essas técnicas para que seu cirurgião dê uma ideia das diferentes técnicas e as cicatrizes resultantes. Isso te ajudará a entender o que exatamente esperar após a cirurgia.

 

Cicatriz Vertical ou Pirulito

A técnica vertical ou pirulito, é a opção de menor cicatriz na cirurgia de redução de mama. Este método é usado para mulheres que sofrem mais com a flacidez e querem uma redução de mínima a moderada do tamanho da mama.

  • Essa técnica inclui duas incisões: A primeira incisão é feita ao redor da aréola, e a outra vertical é feita da parte inferior da aréola para baixo em direção ao sulco mamário subjacente. Uma vez que as incisões são feitas, o cirurgião irá remover tecido, gordura e excesso de pele antes de remodelar a mama para um tamanho menor.

Essa técnica gera uma cicatriz mais curta e não é tão eficaz para reduções mamárias maiores. Como a quantidade de incisões é menor, as cicatrizes são condensadas em uma pequena área da mama localizada na metade inferior da mama (abaixo do mamilo). Como a aréola é mais escura que a pele de fora, a incisão que atinge sua circunferência e reduz as aréolas é bem pouco percebida e a cicatriz vertical, apesar de frontal costuma ter uma cicatrização que evolui muito bem na maioria dos casos.

Essas cicatrizes não são perceptíveis acima da sua roupa e podem ser cobertas com um maiô.

 

Cicatriz T-Invertido ou Âncora

A incisão que gera a cicatriz em T-Invertido é maior que a técnica vertical.

  • Essa técnica envolve três incisões:uma incisão ao redor da aréola, outra vertical entre a aréola e o sulco inframamário e uma incisão horizontal abaixo das mamas, ao longo desse sulco.

A técnica de cicatriz em T-Invertido é usada para uma redução de mama mais volumosa. Você pode ser candidata para este procedimento se tiver assimetria ou flacidez significativa.

Embora esse procedimento pareça mais extenso, a técnica de cicatriz maior envolve apenas uma incisão adicional embaixo dos seios. Sua extensão horizontal pode variar de acordo com o volume mamário e com a técnica do cirurgião plástico.

Cicatrizes de redução de mama não devem ser visíveis com biquíni ou sutiã. Porém, em uma redução de mama em âncora, algumas cicatrizes podem aparecer ao longo do vinco das mamas com roupas mínimas. Quanto menor essa cicatriz melhor, para que ela fique imperceptível. Fale com seu cirurgião sobre a possibilidade de uma cicatriz horizontal encurtada.

 

Como serão as cicatrizes?

A cicatriz gerada pela incisão cirúrgica deve parecer uma fina linha e pouco elevada acima de sua pele. Isso é chamado de tecido cicatricial. No início, a área é de cor vermelha ou rosa. Com o tempo e a cicatrização agindo, a cicatriz escurecerá e se achatará. Pode levar de alguns meses a um ano para que as cicatrizes desapareçam.

Se você tem pele mais escura, se encaixa em um grupo de risco de hiperpigmentação, e possivelmente cicatrizes mais grossas, como cicatrizes hipertróficas ou queloides.

A aparência das cicatrizes irá variar de acordo com as técnicas cirúrgicas aplicadas pelo seu cirurgião plástico e principalmente com a recuperação pós operatória.

Tome máximo cuidado para seguir as recomendações e cuidados. E lembre-se, o cigarro é o maior vilão da cicatrização.

 

Tempo de Recuperação e Cura

Após a cirurgia, um sutiã cirúrgico será colocado sobre curativos de gaze. Um pequeno tubo chamado dreno pode ser colocado em cada mama para drenar o sangue e os fluidos por um dia ou dois.

Você pode sentir um pouco de dor por alguns dias, por isso já deverá ter em mãos a medicação analgésica recomendada.

As bandagens serão retiradas um dia ou dois após a cirurgia, mas você precisará continuar usando o sutiã cirúrgico por várias semanas até que o inchaço e hematomas diminuam. Seus pontos geralmente são solúveis. Você pode experimentar dor aleatória por alguns meses, e haverá alguma perda de sensibilidade em seus mamilos e pele da mama no princípio, mas isso tende a desaparecer nas próximas seis semanas.

A maioria das mulheres pode retornar a um trabalho não extenuante e suas atividades sociais normais em cerca de duas semanas, e poderá retornar à todas as atividades normais dentro de 4 a 6 semanas. No entanto, você deve limitar suas atividades físicas, e pode ser instruída a evitar sexo por uma semana ou mais para evitar inchaço e problema nas suas incisões. Uma pequena quantidade de líquido ou crostas em torno de suas incisões é completamente normal, mas você deve contatar imediatamente seu cirurgião se tiver sangramento ou dor intensa. Isso pode ser sinal de infecção.

 

Riscos

Os riscos mais comuns da cirurgia de redução de mama incluem:

  • Cicatrizes: A mamoplastia redutora sempre deixa cicatrizes visíveis nos seios. Mas a qualidade das cicatrizes varia de pessoa para pessoa e responde ao tipo de incisão, cuidados, etnia… Apesar de vermelhas e inchadas no início, as cicatrizes geralmente desaparecem com o tempo. Em algumas mulheres as cicatrizes podem permanecer muito perceptíveis muito tempo depois da cirurgia. Felizmente, as incisões geralmente são limitadas às áreas da mama que podem ser cobertas por um sutiã.
  • Mamilos desigualmente posicionados
  • Assimetria das mamas: seios que não são do mesmo tamanho ou formato.
  • Perda de sensibilidade nos mamilos ou seios: isso geralmente é temporário, durando alguns meses. Porém em algumas mulheres dura muito mais tempo ou se torna permanente.
  • Incapacidade de amamentar após a cirurgia: Algumas mulheres ainda podem amamentar, dependendo do tipo de redução realizada, porém a quantidade de leite pode ser insuficiente e ser necessário incluir suplementação.
  • Menos comumente, danos ao suprimento de sangue da mama podem ocorrer durante a cirurgia. Isso pode atrasar o processo de cicatrização da pele.
  • Perda de parte ou de todo o mamilo e aréola também pode ocorrer, mas isso não é comum.

 

Outros riscos da cirurgia incluem:

  • Sangramento excessivo durante a cirurgia.
  • Infecção.
  • Reação à anestesia.
  • Trombose que leve a uma embolia pulmonar.

Esses riscos podem ser sérios ou até fatais, mas raramente ocorrem.

Algumas mulheres apresentam um crescimento excessivo anormal das mamas em resposta aos estrogênios circulantes. Principalmente um aumento do tecido fibroso e gordura, aumento relativamente menor em tecido glandular.

Indicações para cirurgia:

  • Dor lombar
  • Dor cervical
  • Sulcos nos ombros
  • Cefaléia crônica
  • Dormência nas extremidades superiores
  • Infecções intertriginosas, exantemas, macerações
  • Doença degenerativa da articulação cervicais ou torácicas em casos extremos
  • Dificuldade com o guarda-roupa

Objetivos da cirurgia

  • Melhora da sintomatologia
  • Redução do volume da mama enquanto cria uma forma previsível e estável da mama
  • Reposição do complexo aréolopapilar (CAP) em posição anatomicamente correta
  • Manutenção da vascularização e sensibilidade do CAP
  • Fazer ressecção cutânea adequada enquanto assegura-se o fechamento livre de tensão
  • Minimizar cicatrizes

Padrões de ressecção de pele:

  • Padrão de T invertido: Mais adequado para mamas grandes ou pele de baixa qualidade que não pode ser remodelada
  • Padrão vertical: Elimina cicatriz horizontal. Precisa de pele elástica para remodelagem.
  • Padrão circum-areolar: Não recomendado para redução ou ptoses mamárias >2 cm. Tendência para alargamento do CAP.
  • Enxerto livre do mamilo: Pacientes com distância mamilo-fúrcula esternal muito longas que desejam menos tamanho das mamas. Pacientes com doenças sistêmicas significativas que podem dificultar o fluxo sanguíneo. Pacientes que necessitam de tempos anestésicos curtos.

Redução da mama em adolescentes:

A cirurgia é preferida com 20 anos de idade ou com estabilização do tamanho da mama por 12-14 meses.

Cirurgia mais cedo apenas se houver sintomas físicos e psicológicos graves

Detecção de câncer:

  • Mamografia pré-operatória
  • Enviar todas as amostras (mama retirada) para um patologista
  • Novas mamografias 6 meses após a cirurgia

A escolha do procedimento se baseia nas necessidades e nas preocupações da paciente. Não há melhor procedimento isolado.

Em todas as técnicas, as pacientes devem entender perfeitamente o grau de formação de cicatrizes na mama a fim de assegurar expectativas adequadas.

 

Agende uma Consulta

Deixe mensagem no WhatsApp (31) 99698-7200, ligue (31) 3324-8748 ou preencha o formulário abaixo e agende sua avaliação

O que falam da Dra. Júlia

"Sensacional! Ética, competente, estudiosa, batalhadora!!! Admiro como colega e como pessoa!!!! É um prazer anestesiar o paciente quando o cirurgião é competente!!!!"

Ana Carolina Martins

"Sucesso total pra você! Você merece demais! A alegria que você me proporcionou não tem preço! Resultado perfeito! Sonho realizado!"

Daniele Franklin

 

"Trabalhei por anos ao lado desta pessoa 
exemplar. Dra. Júlia Melo é exímia profissional pois em sua jornada como médica nunca lhe faltou competência, ética, dedicação, respeito, honestidade e acima de tudo Amor ao próximo. Sucesso é apenas consequência para vc moça bonita!"

 
Rosélia Costa

 

        

Clínica de Belo Horizonte

Clínica Revittá
Rua dos Timbiras 2072, sala 1.207
Lourdes - Belo Horizonte-MG

Fale com nossa Clínica

drajuliamelobh@gmail.com
Tel: (31) 3324-8748
WhatsApp (31) 99698-7200
Copyright 2017 © – Todos os direitos reservados à Dra. Júlia Mello – Desenvolvido pela ZUMPP | Premium Design